Pular para o conteúdo principal

Com dois gols, Gilberto desequilibra e Santa Cruz perde para o Bahia

O TIME - O técnico Leston Júnior teve que solucionar alguns problemas para escalar a equipe do Santa Cruz, no clássico regional contra o Bahia. Além de Neto Costa, expulso na primeira rodada, o lateral-esquerdo Bruno Ré foi outra ausência do time, vetado pelo departamento médico com uma contratura muscular na coxa. Continuando sem contar com Pipico, entregue ao departamento físico, o treinador tricolor optou pela entrada Jô no lado esquerdo do ataque, deslocando Elias para desempenhar a função de um camisa 9. Na lateral-esquerda, Raphael Soares foi o substituto imediato. Desta maneira, o Mais Querido foi formado com Ricardo Ernesto; Marcos Martins, Vitão, Danny Morais e Raphael Soares; Charles, Diego Lorenzi, Allan Dias; Augusto, Jô e Elias.
O JOGO - A superioridade técnica do Bahia refletiu dentro de campo e no placar final, em confronto válido pela segunda rodada da Copa do Nordeste. Com dois gols de Gilberto, o Esquadrão de Aço venceu por 3x1 e somou o primeiro triunfo na competição, enquanto que o Santa Cruz foi derrotado de forma inédita, nesta temporada.
O início da partida foi de maior posse de bola do Bahia, que tentava dominar o Santa Cruz com maior domínio territorial. Porém, os primeiros 15 minutos não contaram com muitas chances, sendo as ultrapassagens de Nino Paraíba pela direita os momentos de maior perigo. Do lado coral, Jô e Augusto eram facilmente anulados, mas o empate surgiu como um desafogo para o intervalo.
Os últimos 45 minutos evidenciaram a diferença de nível entre as equipes. Com poucos passes, o Bahia chegava facilmente ao ataque, envolvendo o sistema defensivo pernambucano. Após construir o resultado positivo, só restou administrar o placar, que não foi ameaçado nem com as mudanças realizadas pela Cobra Coral.
GOLS - Os visitantes abriram o placar com 18 minutos de jogo, quando Nino Paraíba invadiu a área pela direita e realizou o passe para o meio. Em velocidade, o lateral-direito Marcos Martins acabou empurrando para o próprio gol. O empate coral veio aos 38 minutos ainda do primeiro tempo: Jô descolou lançamento para Elias, que por sua vez dominou e finalizou bonito de perna esquerda, no canto direito do goleiro Douglas. O relógio estava ainda no primeiro minuto da etapa final, quando o Bahia voltou a ficar em vantagem. Artur inverteu da direita para esquerda, encontrando Moisés. O lateral baiano apenas escorou para Gilberto que, com liberdade, completou para o fundo das redes. O terceiro aconteceu apenas oito minutos depois, com Gilberto novamente. O camisa 9 aproveitou desvio no chute de Artur, driblando Ricardo Ernesto e completando para o gol.
MODIFICAÇÕES - A primeira mudança veio logo após o terceiro gol do Bahia, com Augusto sendo sacado e dando lugar a Cesinha, no lado direito do ataque. Um minuto depois, Luiz Felipe foi acionado na vaga de Jô. A última cartada aconteceu aos 34 minutos, quando Sillas Gomes realizou sua estreia, substituindo Elias. 
do site Coral Net
Foto: Divulgação/Bahia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com maior público do ano na Arena, Náutico faz decisão contra Afogados pelo Estadual

Superesportes
Decisão. Com a temporada ainda em março, essa já é a palavra mais repetida pelo Náutico em 2018. E neste domingo, os alvirrubros terão mais uma pela frente. Dessa vez, porém, no papel de favorito. Após vencer o milionário Bahia pela Copa do Nordeste, mantendo as esperanças na Copa do Nordeste, e o perigoso Cuiabá, na Arena Pantanal, avançando a quarta fase da Copa do Brasil, o Timbu recebe o Afogados, às 16h, em uma Arena de Pernambuco que receberá o maior público do clube no ano.
Torcida que não quer ver, e nem imagina, que a lua de mel com o time se quebre com uma eliminação precoce frente um clube intermediário. Afinal, além de ter se classificado em primeiro lugar na primeira fase do Estadual, o Náutico vem se mostrando competitivo sempre que foi testado sob pressão até aqui. 
Além disso, se o Campeonato Pernambucano não traz uma boa cota de premiação, pagando R$ 1 milhão ao Náutico sem bônus extra em caso de título (ao contrário da Copa do Brasil, por exemplo, onde o t…

Melhores momentos de Náutico 1 x 0 Bahia - Copa do Nordeste 10/03/2018

Ricardinho, do Guarani, fica de dar resposta ao Sport na terça-feira

do Futebol Interior 
A partida desta segunda-feira, contra o Coritiba, às 18 horas, no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, na abertura da 15ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, pode ser a última de Ricardinho pelo Guarani. Com proposta do Sport em mãos, o volante vai definir seu futuro na terça-feira.
A diretoria rubronegra encaminhou uma proposta ao empresário de Ricardinho, Cândido Neto, na última sexta-feira e aguardava uma resposta ainda neste final de semana. O volante, porém, adiou sua decisão e se colocou à disposição do técnico Umberto Louzer para o jogo desta segunda-feira, diante do Coxa. Ele já está confirmado entre os titulares.
O Guarani não tem interesse em liberar Ricardinho, cujo vínculo vai até o fim do ano, se não receber a multa rescisória - cerca de R$ 1 milhão -, mas o jogador teria ficado balançado com a proposta do Sport, que é mais vantajosa financeiramente.

O relacionamento entre os dois clubes é bom. Na semana passada, o Sport liberou o lateral-direito F…