Pular para o conteúdo principal

Sport fica no empate diante do São Paulo

(Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)

Folha PE

A jaula não fez efeito dessa vez. Mesmo atuando em casa, o Sport não conseguiu ser agressivo contra o São Paulo e tirar a frieza de um jogo sem fortes emoções, empatando em 0x0, na noite desta quarta-feira (14) e deixando de faturar dois pontos importantes no Brasileirão. Com o resultado, o Leão chegou aos oito pontos, sem conseguir se distanciar da zona de rebaixamento e perdendo a chance vislumbrar o pelotão da frente. A ideia rubro-negra era somar 100% de aproveitamento nesses dois jogos em casa, contra o Tricolor Paulista e o Vitória, que os pernambucanos encaram neste domingo (18).

Quanto ao jogo, um primeiro tempo frustrante para os leoninos. Mesmo com um São Paulo mutilado por dez desfalques, o time mandante não conseguiu mostrar toda a sua força dentro dos seus domínios. Sem Diego Souza, retornando da Seleção Brasileira, o técnico Vanderlei Luxemburgo optou por recuar Rithely para a função de primeiro volante e apostando em Thallyson e Patrick um pouco mais adiantados. A tática não deu certo, principalmente pela quantidade de passes errados, uma consequência da ausência de um "meia" de qualidade. Para piorar, os ponteiros Thomás e Osvaldo demoraram a entrar na partida, o que tornava a potência ofensiva do Sport praticamente nula.

O grande retrato disso foi o fato de a primeira boa chance rubro-negra surgiu apenas aos 37 minutos. Em bela enfiada de Thomás, André encheu pé para a boa defesa de Renan Ribeiro. Como resposta, Lucas Pratto, mesmo desequilibrado, tirou tinta da trave de Magrão.

Na segunda etapa, uma nova postura leonina. Com a intenção de dar mais mobilidade e criatividade ao meio, Vanderlei Luxemburgo sacou Thallyson e acionou Everton Felipe. Mais agressivo, o Leão passou a tomar conta da partida. Com apenas um minuto, André já deu cabeçada perigosa. Aos oito, outra boa chance com a dupla Thomás/André, mas este segundo perdeu novamente, com mais uma boa intervenção de Renan. Com o meio congestionado, o Sport passou a apostar praticamente apenas nas pontas, mas sem conseguir criar chances claras. Aos 35, Everton Felipe quase marcou sem querer, em cruzamento direto para a boa defesa do arqueiro tricolor. 

Com muitos passes errados, o Sport era presa fácil para os zagueiros paulistas, que na etapa final se fechou num ferrolho, abdicando da postura ofensiva utilizada no primeiro tempo. O atacante Juninho ainda foi acionado, mas praticamente não tocou na bola, justamente por conta do excesso de equívocos nas trocas de passes. Magrão ainda fez grande defesa em cabeçada de Gilberto, segurando o placar sem gols na Ilha do Retiro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com maior público do ano na Arena, Náutico faz decisão contra Afogados pelo Estadual

Superesportes
Decisão. Com a temporada ainda em março, essa já é a palavra mais repetida pelo Náutico em 2018. E neste domingo, os alvirrubros terão mais uma pela frente. Dessa vez, porém, no papel de favorito. Após vencer o milionário Bahia pela Copa do Nordeste, mantendo as esperanças na Copa do Nordeste, e o perigoso Cuiabá, na Arena Pantanal, avançando a quarta fase da Copa do Brasil, o Timbu recebe o Afogados, às 16h, em uma Arena de Pernambuco que receberá o maior público do clube no ano.
Torcida que não quer ver, e nem imagina, que a lua de mel com o time se quebre com uma eliminação precoce frente um clube intermediário. Afinal, além de ter se classificado em primeiro lugar na primeira fase do Estadual, o Náutico vem se mostrando competitivo sempre que foi testado sob pressão até aqui. 
Além disso, se o Campeonato Pernambucano não traz uma boa cota de premiação, pagando R$ 1 milhão ao Náutico sem bônus extra em caso de título (ao contrário da Copa do Brasil, por exemplo, onde o t…

Melhores momentos de Náutico 1 x 0 Bahia - Copa do Nordeste 10/03/2018

Ricardinho, do Guarani, fica de dar resposta ao Sport na terça-feira

do Futebol Interior 
A partida desta segunda-feira, contra o Coritiba, às 18 horas, no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, na abertura da 15ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, pode ser a última de Ricardinho pelo Guarani. Com proposta do Sport em mãos, o volante vai definir seu futuro na terça-feira.
A diretoria rubronegra encaminhou uma proposta ao empresário de Ricardinho, Cândido Neto, na última sexta-feira e aguardava uma resposta ainda neste final de semana. O volante, porém, adiou sua decisão e se colocou à disposição do técnico Umberto Louzer para o jogo desta segunda-feira, diante do Coxa. Ele já está confirmado entre os titulares.
O Guarani não tem interesse em liberar Ricardinho, cujo vínculo vai até o fim do ano, se não receber a multa rescisória - cerca de R$ 1 milhão -, mas o jogador teria ficado balançado com a proposta do Sport, que é mais vantajosa financeiramente.

O relacionamento entre os dois clubes é bom. Na semana passada, o Sport liberou o lateral-direito F…