Pular para o conteúdo principal

Náutico leva virada do Paraná e segue na lanterna da Série B

(Foto: Reprodução/TV Globo)

Gazeta Esportiva
Em um jogo tecnicamente fraco na Arena Pernambuco, o Paraná Clube foi buscar nos acréscimos uma vitória de virada, por 2 a 1, pela Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, a equipe pernambucana segue na lanterna, com dois pontos ganhos. Já o Tricolor, com nove pontos, se afastou da zona de rebaixamento, chegando à 10ª colocação.
O Timbu abriu a contagem aos cinco minutos da primeira etapa, com Vinicius, que aproveitou falha de RIchard para estufar a rede. Três minutos depois, Minho pegou rebote e chutou bonito para deixar tudo igual. Mas, aos 46 minutos do segundo tempo, Robson decretou a virada.
Na próxima rodada, o Náutico encara o Boa Esporte, sábado, no estádio Dilzon Melo, em Varginha. Já o Paraná Clube entra em campo na sexta-feira, diante do Figueirense, na Vila Capanema.
O jogo – A partida começou equilibrada, com os dois times se estudando, mas aos cinco minutos, uma falha do goleiro Richard, que errou uma saída de bola, deu a chance para Vinícius dominar e chutar para o fundo da rede, abrindo o placar para o Timbu. O Tricolor respondeu rápido e, aos oito minutos, Minho pegou sobra de bola na entrada da área e bateu no ângulo para deixar tudo igual.
Os gols saíram rápido, mas o ritmo da partida era lento, sem muitas oportunidades criadas. Aos 17 minutos, recuo de Cristovam para Richard, mas desta vez o goleiro paranista acertou o chutão. Aos 19 minutos, Robson cobrou falta com fora e a bola passou raspando a meta de Tiago Cardoso.
As achoes seguias restritas ao meio-campo, com bastante equilíbrio entre os times. Aos 31 minutos, Felipe Alves chutou de longe e o goleiro alvirrubro defendeu em dois tempos. Com dificuldade para encaixar os passes, Erick tentou resolver sozinho, fez fila, e chutou rasteiro, pela linha de fundo. Mais Náutico no ataque, aos 37 minutos, com Giovanni pegando de primeira para boa defesa de Richard.
Para a segunda etapa, o Paraná voltou com Matheus Carvalho no lugar de Guilherme Biteco. Pelo Timbu a novidade foi Iago no lugar de Gerônimo. Aos quatro minutos, Robson avançou pela lateral e cruzou para Minho testar pela linha de fundo. Aos sete minutos, Minho fez a jogada individual, cruzou, mas a defesa pernambucana afastou.
O Timbu voltou a arriscar aos 11 minutos, com Iago arrematando de longe para defesa de Richard. Aos 17 minutos, Esquerdinha cobrou falta na área e a defesa paranista conseguiu interceptar. Bom lançamento para Gabriel Dias, aos 20 minutos, mas Tiago Cardoso deixou a meta para salvar. Resultado era ruim para os dois times, mas principalmente para o time da casa, que seguia na lanterna.
O técnico Cristian Souza decidiu então colocar pela primeira vez em campo Rafhael Lucas. Aos 36 minutos, Alison recebeu na entrada da área e chutou forte, por cima da meta. O Náutico tentou uma pressão final. Aos 38 minutos, Erick recebeu na área. Tirou o goleiro, mas Richard se recuperou. O troco veio aos 44 minutos, Wallace testou para baixo, a bola subiu e carimbou o travessão. Mas, aos 46 minutos, Robson recebeu de Gabriel Dias e tocou para a rede e fechou o placar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Com maior público do ano na Arena, Náutico faz decisão contra Afogados pelo Estadual

Superesportes
Decisão. Com a temporada ainda em março, essa já é a palavra mais repetida pelo Náutico em 2018. E neste domingo, os alvirrubros terão mais uma pela frente. Dessa vez, porém, no papel de favorito. Após vencer o milionário Bahia pela Copa do Nordeste, mantendo as esperanças na Copa do Nordeste, e o perigoso Cuiabá, na Arena Pantanal, avançando a quarta fase da Copa do Brasil, o Timbu recebe o Afogados, às 16h, em uma Arena de Pernambuco que receberá o maior público do clube no ano.
Torcida que não quer ver, e nem imagina, que a lua de mel com o time se quebre com uma eliminação precoce frente um clube intermediário. Afinal, além de ter se classificado em primeiro lugar na primeira fase do Estadual, o Náutico vem se mostrando competitivo sempre que foi testado sob pressão até aqui. 
Além disso, se o Campeonato Pernambucano não traz uma boa cota de premiação, pagando R$ 1 milhão ao Náutico sem bônus extra em caso de título (ao contrário da Copa do Brasil, por exemplo, onde o t…

Melhores momentos de Náutico 1 x 0 Bahia - Copa do Nordeste 10/03/2018

Ricardinho, do Guarani, fica de dar resposta ao Sport na terça-feira

do Futebol Interior 
A partida desta segunda-feira, contra o Coritiba, às 18 horas, no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, na abertura da 15ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, pode ser a última de Ricardinho pelo Guarani. Com proposta do Sport em mãos, o volante vai definir seu futuro na terça-feira.
A diretoria rubronegra encaminhou uma proposta ao empresário de Ricardinho, Cândido Neto, na última sexta-feira e aguardava uma resposta ainda neste final de semana. O volante, porém, adiou sua decisão e se colocou à disposição do técnico Umberto Louzer para o jogo desta segunda-feira, diante do Coxa. Ele já está confirmado entre os titulares.
O Guarani não tem interesse em liberar Ricardinho, cujo vínculo vai até o fim do ano, se não receber a multa rescisória - cerca de R$ 1 milhão -, mas o jogador teria ficado balançado com a proposta do Sport, que é mais vantajosa financeiramente.

O relacionamento entre os dois clubes é bom. Na semana passada, o Sport liberou o lateral-direito F…