domingo, 19 de agosto de 2018

Santa Cruz vence o Operário e leva vantagem para jogo no Paraná


Foi no sufoco e com apenas um gol de vantagem em cima do Operário-PR. A vitória do Santa Cruz neste domingo (19), diante de um público de 49.456 pagantes, deixa o Tricolor na frente na corrida por uma vaga na Série B de 2019. O time joga agora por um empate para festejar o acesso e avabçar no Campeonato Brasileiro da Série B. 

O próximo confronto acontece no Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa, no Paraná, no próximo domingo (26). Se o Santa vencer ou empatar, passa à Série B. Se perder por um gol de diferença, a decisão vai para os pênaltis. 

O JOGO – O clima foi especial. Diante de quase 50 mil pessoas, a Cobra Coral fez valer o mando de campo e largou na frente por uma vaga na Série B de 2019. Com gol marcado ainda no primeiro tempo, o time coral venceu por 1x0 e agora joga por um empate no próximo fim de semana, na cidade de Ponta Grossa.
Como era esperado, o Santa Cruz foi senhor das ações no início do jogo. Com o Operário apostando num time mais precavido, o Mais Querido tratou de utilizar a movimentação principalmente do trio de ataque para incomodar os paranaenses. As oportunidades começaram a surgir principalmente dos pés de Jailson, que teve uma grande atuação nas costas do lateral-direito Léo.
Logo nos primeiros 20 minutos, o volante Índio sentiu a coxa esquerda e foi substituído por Erick. Sem oportunidades de contra-ataque, restou ao Fantasma o bloqueio das investidas corais, abusando das faltas cometidas. Tentando dar trabalho à defesa adversária, o Santa Cruz passou a arriscar em chutes fora de área, principalmente na bola parada.
O panorama foi mudado na volta do intervalo. Saindo um pouco mais para o jogo, o Operário passou a exigir do goleiro Ricardo Ernesto. O treinador coral, na tentativa de preencher bem o meio-campo, mexeu em duas peças e criou um fator novo com as entradas de Charles e Maílton, deslocando Jailson para a armação de jogadas. 
Com o fim se aproximando, as equipes passaram a arriscar menos e o jogo foi ficando mais lento. Mesmo no prejuízo, o Operário se mostrava satisfeito com a vantagem mínima construída pelo Tricolor. E desta maneira, com apenas um gol no marcador, o juiz encerrou o jogo no José do Rego Maciel.
Do site da Rádio Jornal e Coral Net
Foto: Rodrigo Baltar

Nenhum comentário:

Postar um comentário