quinta-feira, 15 de março de 2018

Negociação por André estanca e atacante fica no Sport


Da Rádio Jornal 

Após várias ida e vindas, a novela André parece ter um fim. De acordo com as informações do repórter do Escrete de Ouro da Rádio Jornal, Leonardo Boris, O executivo de futebol do Sport, Klauss Câmara, passou à tarde em Porto Alegre- RS para tratar da negociação do jogador rubro-negro.

 O Vice-Presidente do Sport, Guilherme Beltrão, contou em entrevista a Leonardo Boris, que havia um impasse logo no início das tratativas. André queria ir para o clube gaúcho, mas o Grêmio tentou por várias vezes “barganhar”. Foram várias idas e vindas que duraram mais de um mês de negociação. Ainda segundo o VP, os diretores do tricolor dos pampas encheu a cabeça do jogador, mas não tinha dinheiro para pagar o clube pernambucano. 

“ O que é inacreditável, é a pessoa (Grêmio) fazer a proposta para o jogador (André), encher a cabeça do jogador, envolver todo mundo na negociação e depois não ter recurso ou as garantias da operação. Então eu não posso efetivamente fazer o negócio para receber uma promissória de clube de futebol de 500 mil euros em abril, uma de 1 milhão em 31 de agosto e outra de 1 milhão em 31 de janeiro. Então eles vem no atleta, enchem a cabeça do atleta e devia dizer: Olhe nós queremos contrata, mas não temos dinheiro”, disse Guilherme. 

Em outra parte da entrevista, o vice-presidente disse que o Grêmio está com histórico que não é favorável depois do episódio com o atacante Pedro Rocha, no qual segundo as informações que ele recebeu o clube gaúcho não pagou ao Diadema, clube que o atacante jogou.Perguntado sobre o fim das negociações, o VP do Sport disse que não está havendo transparência do Grêmio com o clube Pernambucano. 

“Não existe um não definitivo, nem o simplesmente, porém acho muito difícil por conta do desgaste. Como não está havendo transparência do Grêmio de afirmar o real motivo que o Grêmio não contratou e querendo atribuir a qualquer outra situação que não é verdadeira, eu acho que se eles não têm que dê a garantia é porque eles não têm condições de comprar e com isso não temos condições de vender”, finalizou Guilherme.

Nenhum comentário:

Postar um comentário