quinta-feira, 15 de março de 2018

Náutico aguenta pressão, vence e se classifica na CopaBR



Folha PE

A pressão foi grande. Por praticamente todo o jogo, quem dominou o embate entre Cuiabá e Náutico, nesta quarta-feira, em uma Arena Pantanal vazia (por conta dos portões fechados, por punição da CBF), foram os donos da casa. Inúmeras chances foram criadas. Nenhuma, no entanto, concluída com êxito. 

Melhor para o Timbu, que quando teve a oportunidade, matou o jogo, venceu por 1x0, e conseguiu a classificação para a quarta fase da Copa do Brasil.  O gol do jogo foi anotado pelo paraguaio Ortigoza, aos 40 do segundo tempo. Agora, os alvirrubros esperam um sorteio para descobrir o seu adversário.

O técnico Roberto Fernandes havia prometido uma postura mais ofensiva do Náutico diante do Cuiabá. Apesar da vantagem em poder contar com o empate para conseguir a classificação na Copa do Brasil, ele alertou: “Não podemos ficar assistindo apenas o Cuiabá jogar”. A necessidade pela vitória, no entanto, fez com que os anfitriões tomassem as rédeas da partida no primeiro tempo do embate na Arena Pantanal. 

Com picos de 60% de posse de bola, os alvirrubros acabaram bastante agredidos pela ofensividade adversária. Mesmo assim, o Timbu passou ileso nos 45 minutos iniciais.

A primeira boa oportunidade do Cuiabá aconteceu aos 14 minutos. Bruno Alves aproveitou bom passe de Hiltinho e finalizou. Mas Breno Calixto se jogou no lance e salvou um possível gol sofrido. Cinco minutos depois, outra oportunidade. Doda cruzou e Bruno Alves dominou para tentar armar o chute, mas Hiltinho chegou chutando e atrapalhou o companheiro. Antes de a partida ir para o intervalo, a melhor oportunidade dos anfitriões no jogo. Aos 44, Bruno Alves recebeu bela enfiada de Doda, ganhou na velocidade de Camutanga, driblou Bruno e chuta para fora.

Logo após o intervalo, o Cuiabá tratou de mostrar aos alvirrubros que a pressão não iria cessar. No primeiro minuto, Hiltinho tentou de fora da área e a bola passou perto do travessão do goleiro Bruno. Aos 10 minutos, o Náutico teve como aliado a sorte. Weverton cruzou para Jenison, que subiu sozinho no segundo pau para cabecear. Ele tentou tirar de Bruno, que fez um milagre. A bola ainda bateu na trave antes de voltar para ele. Ao Timbu coube apenas se defender.

Nas poucas vezes que tentou vencer o goleiro Victor Souza (em três chutes ao gol), os lances não ofereceram tanto perigo. Aos 40 minutos, essa história mudou. Rogerinho cruzou, Jobson ganhou de cabeça para a zaga e a bola sobrou com Ortigoza, que com um toque tirou do goleiro Victor Souza e matou o jogo. O paraguaio ainda foi expulso no final da partida.

FICHA DE JOGO

Cuiabá

Victor Souza; Weriton, Ednei, Lucão e Quaresma (Geovani); Magno, Bruno Alves, Doda e Hiltinho; Jean e Jenison (Adalgisio Pitbul). Técnico: Itamar Schulle

Náutico
Bruno; Thiago Ennes, Breno (Camacho), Camutanga e Kevyn; Negretti, Wendel (Jobson) e Josa; Wallace Pernambucano (Rogerinho), Robinho e Ortigoza. Técnico: Roberto Fernandes

Local: Arena Pantanal, Cuiabá (MT).
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG).
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Luiz Antônio Barbosa (MG).
Gols: Ortigoza (aos 40 do 2ºT)
Cartões amarelos: Bruno, Ortigoza (Náutico); Lucão, Jobson (Cuiabá)
Cartão vermelho: Ortigoza (Náutico); Magno (Cuiabá)

Nenhum comentário:

Postar um comentário