quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Santa Cruz sai na frente, mas fica no empate na estreia da Copa do Nordeste

(Foto: Filippe Araújo / ADC)

O TIME – O técnico Júnior Rocha já avisou: não é muito adepto do mistério. Sendo assim, confirmou previamente a equipe que iria entrar em campo na primeira partida do ano. Porém, não pôde contar com o zagueiro Augusto Silva, que não foi regularizado no tempo necessário e ficou de fora do time. Além dele, o atacante Grafite não esteve disponível, já que deve aproveitar este início de temporada para aprimorar a parte física. O Santa Cruz foi escalado com Tiago Machowski; Vítor, Genílson, Renato Silveira e Paulo Henrique; João Ananias, Jorginho, Daniel Sobralense e Arthur Rezende; Robinho e Augusto.
O JOGO – Os minutos iniciais foram dos mandantes tomando iniciativa do jogo. Porém, o Santa Cruz mostrou organização principalmente sem a bola, com uma linha de quatro no meio formada por João Ananias, Arthur Rezende, Augusto e Robinho. O volante Jorginho fazia a proteção à frente da zaga, enquanto Daniel Sobralense foi escolhido para realizar a função da referência no ataque. 
Com muitas dificuldades de criação, um dos que mais tentavam pelo lado da Cobra Coral era o atacante Robinho, pelo lado esquerdo. Sem achar muito espaço à frente, o Confiança pecava no último passe e à medida que o tempo passava, o jogo ficava cada vez mais equilibrado. 
Na frente do placar, o time pernambucano voltou com uma postura mais defensiva para o segundo tempo, fazendo com que o Dragão de Aracaju tomasse as ações da partida e buscasse o gol de empate. Com tudo igual, a dificuldade em oferecer perigo permaneceu nas duas equipes, ficando mais evidente na Cobra Coral, apresentando deficiência por não contar com uma peça para reter a bola no último terço de campo.
GOLS –  O Mais Querido abriu o placar no finalzinho do primeiro tempo. Em falta cobrada por Arthur Rezende, o volante Jorginho surgiu na área e cabeceou para o gol. O lance gerou muitas reclamações dos donos da casa, já que o goleiro Genivaldo tentou salvar e questionou que a bola não entrou. Aos 13 minutos do segundo tempo, veio o empate do clube sergipano: Radar bateu escanteio e Frontini, ganhando disputa com Renato Silveira, testou com muita força para igualar o marcador. 
MODIFICAÇÕES – As duas primeiras substituições do treinador coral foram de ordem física. Por volta dos 26 minutos da etapa final, o meia Daniel Sobralense saiu se queixando dores para a entrada de Jeremias. Minutos depois, Paulo Henrique caiu no gramado levando a mão na perna esquerda e solicitou substituição. Para o seu lugar, o prata da casa Weslley Alcântara foi acionado. Também desgastado fisicamente, Jorginho deu lugar a Lucas Gomes nos minutos finais de jogo. 
do site Coral Net

Nenhum comentário:

Postar um comentário