Náutico terá postura ofensiva contra o Vitória

(Foto: Marlon Costa - Pernambuco Press)

Globo Esporte 

A vitória no clássico diante do Sport e o empate do Central contra o Santa Cruz fez do Náutico líder do Campeonato Pernambucano. Além da posição na tabela, o triunfo serviu também para que o elenco ganhasse uma carga de confiança extra. E o grupo pretende colocar isso tudo à prova neste domingo, quando jogam contra o Vitória-PE, na Arena de Pernambuco. O mando de campo desta partida é da equipe do interior, que não tem conseguido jogar em sua cidade.

Um dos líderes do elenco do Náutico, o zagueiro Breno Calixto revelou o teor da conversa entre os jogadores e o técnico Roberto Fernandes depois do jogo contra o Sport. E segundo ele, a ideia é ter um Timbu mais ofensivo em campo.

- Não posso adiantar a escalação. Se fizer isso, quando chegar no vestiário levo uma dura. O que posso dizer é que não vamos jogar muito diferente do jogo do Sport. Mas vamos jogar um pouco mais para frente. Seguramos um pouco, não por medo do Sport, mas por estratégia. Agora vamos jogar mais soltos - afirmou o zagueiro.

A vitória do Náutico sobre o Sport na última quarta-feira colocou abaixo uma marca de 26 anos sem vencer por uma diferença de três gols, mas isso ainda não é tudo. E o elenco parece saber disso. Com somente um ponto a frente do segundo colocado, o Timbu quer aumentar a vantagem para ter uma gordura. O jogo é encarado pelos alvirrubros como uma grande chance de embalar no torneio e despontar no topo da tabela. A distância para o Central e para o próprio Vitória é de apenas um ponto.

- Antes do clássico ele (Roberto Fernandes) já tinha falado que o jogo mais importante seria o do Vitória, porque a gente pode embalar. Dependendo do resultado, podemos abrir quatro pontos do segundo lugar. Não tem nenhum oba oba, (a vitória sobre o Sport) foi um jogo normal de três pontos. Normal entre aspas, porque é um clássico, deu uma confiança maior. Mas temos na cabeça que isso não ganha campeonato - afirmou o zagueiro Breno Calixto.

O técnico Roberto Fernandes não deu pistas sobre o time que entrará em campo diante do Tricolor das Tabocas, mas já havia adiantado que o intervalo maior entre jogos diminuiria a quantidade de mudanças feitas na escalação.

Assim, a tendência é que a base seja a mesma que venceu o Sport. A única mudança pode ser no trio de volantes. Como a ideia é ter um time mais ofensivo, deve sobrar para Josa, Willian Gapucho ou Negretti para uma possível entrada do meia Júnior Timbó. Wallace Pernambucano, autor de dois gols contra o Leão, deve seguir como centroavante.


Comentários

Postagens mais visitadas