domingo, 24 de dezembro de 2017

Patrick não renova com o Sport e usa redes sociais para despedida


Superesportes

Um dos principais jogadores do Sport em 2017, Patrick não irá permanecer no clube para a próxima temporada. O volante usou as redes sociais para se despedir do Sport. Mesmo caminho utilizado pelo agente do atleta, Marcelo Robalinho. O empresário justificou que não chegou a um acordo com a diretoria rubro-negra. Sendo assim, o Leão, que ainda segue sem contratar para 2018, recebe agora o duro golpe de falhar na busca pela renovação daquela que era tratada como uma das prioridades do clube.

"Infelizmente, nós da Think Ball (empresa que cuida da carreira do atleta) não conseguimos atender aos anseios e aos grandes esforços da diretoria do Sport para renovação do contrato de Patrick para temporada 2018", afirmou Robalinho. "O mundo do futebol é dinâmico e vou seguir minha carreira em um novo desafio profissional", completou Patrick.

Para tentar a permanência de Patrick, a direção rubro-negra se reuniu na semana passada com gestores do Monte Azul-SP, equipe detentora dos direitos econômicos do atleta, e manteve contato com os agentes da Think Ball, grupo que gerencia a carreira dele. O diretor de futebol Rodrigo Barros chegou a viajar a São Paulo para tratar pessoalmente do caso.

No contrato por empréstimo até o fim deste ano com Patrick, o Sport ainda gozava de uma opção de compra de parte dos direitos do jogador. Porém, passando por dificuldades financeiras (a ponto de estar devendo duas folhas de salário ao elenco que finalizou o Brasileiro), o Leão não conseguiu fazer valer sua prioridade na negociação.

"A renovação não dependia exclusivamente da vontade de Patrick e de seus representantes, uma vez que o mesmo possui vínculo federativo com outra entidade desportiva. Fica o muito obrigado ao Sport e sua maravilhosa torcida", pontuou Robalinho. "Tenho a consciência tranquila de que dei meu melhor, dei a vida por essa camisa, tão pouco tempo e já sentia parte de mim", ressaltou Patrick.

Pinçado junto ao Goiás, Patrick foi contrato pelo Sport para a disputa da Série A e logo se encaixou na cabeça de área, chegando a se alçar ao posto de maior "ladrão" de bolas do primeiro turno da competição. Nas duas primeiras partidas, atuou como lateral-esquerdo e no fim do Brasileiro chegou até a jogar como ponta. O jogador fez 37 partidas pelo clube, só uma sem ser como titular, e anotou três gols até aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário