segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Náutico pode perder patrocínio da Caixa


Folha PE

Além da queda (literalmente), o coice. Com o rebaixamento à Série C, o Náutico perdeu direito aos R$ 6 milhões que receberia em caso de participação na Série B. Essa, todavia, não deve ser a única lacuna sentida no cofre dos alvirrubros em 2018. Com o contrato de patrocínio com a Caixa Econômica Federal se encerrando em 2017, o clube corre o risco de perder a verba dada pela instituição e ter um orçamento ainda mais apertado no futuro.

Segundo reportagem do portal UOL Esporte, a Caixa estuda cortar ou diminuir os patrocínios de clubes da Série B em 2018. Na edição deste ano do torneio, além do Náutico, outros 13 agremiações receberam aporte financeiro oriundo do patrocínio na camisa. Um deles era o ABC, que também caiu de divisão. Se a situação está ruim para as equipes da Segundona, a tendência é que fique ainda mais delicadas para os integrantes da Série C. 

“Estamos nos planejando para seguir com o patrocínio. O Náutico é um clube que pode trazer visibilidade à Série C. Além dessa negociação, também estamos esperando receber um crédito que está preso na Caixa”, afirmou o presidente interino do Timbu, Ivan Pinto da Rocha. Em 2017, os alvirrubros fecharam um acordo rendia R$ 308 mil por mês aos cofres. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário