terça-feira, 7 de novembro de 2017

São Paulo promete iniciar negociação para ter Kaká nesta semana


Blog do Jorge Nicola, Yahoo
Kaká anunciou sua saída do Orlando City em 11 de outubro, mas, quase um mês depois, ainda não foi procurado pelo São Paulo para discutir a possibilidade de ser contratado para 2018. A espera, porém, deve acabar nesta semana. Um dirigente tricolor assegurou ao Blog do Jorge Nicola que o primeiro contato será feito nesta semana.
O problema é que Kaká está embarcando para uma viagem de 20 dias rumo à Europa, por causa de compromissos com patrocinadores. Ele visitará a Rússia, país-sede da próxima Copa do Mundo, e depois passará por Alemanha e Inglaterra.
O São Paulo adiou a negociação porque queria estar livre do risco de rebaixamento antes de apresentar seus planos. No sábado, com a vitória em cima do Atlético-GO, a terceira seguida no Brasileirão, o Tricolor chegou a 43 pontos e abriu oito de vantagem para o Vitória, primeiro time no Z4. Restam seis rodadas e 18 pontos em disputa.
Depois de participar de um jogo de despedida pelo Orlando City, neste fim de semana, diante de uma seleção de Porto Rico, Kaká afirmou publicamente que vê duas possibilidades para seu futuro: defender o São Paulo ou se aposentar.
A prorrogação de sua carreira depende do projeto que o Tricolor oferecer. E, de acordo com pessoas próximas ao jogador, o dinheiro não será o principal ponto. Ele sabe que ganharia mais se continuasse no Orlando City – os americanos estavam dispostos a bancar R$ 800 mil por mês para a renovação por mais um ano.
Com um detalhe: Kaká ainda teria um emprego garantido depois que pendurasse as chuteiras. Ele poderia atuar como embaixador do Orlando City ou até mesmo ocupar um cargo ligado ao dia a dia do futebol dentro do clube. Para ficar mais perto dos filhos e de seu país, o meia recusou a oferta e está de mudança para o Brasil depois de 15 anos.
Ricardo Izecson dos Santos Leite tem 35 anos de idade e só defendeu a camisa do São Paulo em território nacional. Já nos Estados Unidos, ficou três temporadas, com 30 jogos e dez gols em 2015, 24 jogos e nove gols em 2016 e 23 jogos e seis gols em 2017. A frustração maior se deu porque seu time não foi para a fase de mata-mata em nenhum dos três anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário