domingo, 29 de outubro de 2017

Santa empata com Luverdense e segue longe de sair do Z4


Folha PE

Nova decepção no Arruda após um empate amargo. Frustrou a torcida. Afundados na zona de rebaixamento, Santa Cruz e Luverdense não saíram do 0x0 no confronto dos desesperados, neste sábado (28), pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Com o resultado, a Cobra Coral chegou a oito jogos sem vencer (cinco empates e três derrotas) e segue estacionada na 18ª colocação, com 32 pontos, seis a menos em relação ao CRB/AL, primeiro time fora do Z4. A próxima rodada será contra o Náutico, em casa, no dia 4 de novembro.

Pressionadas pela vitória, as equipes começaram o duelo buscando jogo e trocando passes. Mandante, o Santa tentou aproveitar o apoio da torcida para tomar a iniciativa, mas os mato-grossenses deram mostras que a retranca não era a estratégia mesmo atuando fora de casa. Com dois centroavantes em campo – Grafite e Ricardo Bueno –, os tricolores não tinham criatividade para armar jogadas ofensivas e abusavam nos cruzamentos e ligações diretas. Além de uma marcação eficiente no 4-1-4-1, os visitantes conseguiram ser mais perigosos e estiveram perto de abrir o placar. Com consistência, neutralizaram os pernambucanos, mas as poucas chances de gol mantiveram o 0x0 no placar.

Martelotte foi forçado a mudar o esquema tático no intervalo. Tiago Costa sentiu um problema clínico e Bruno Silva entrou. Com a alteração, o Santa Cruz passou a atuar com três zagueiros. Com um ritmo mais acelerado pela necessidade de vencer, a equipe coral finalizou três vezes, duas delas com Ricardo Bueno e outra com João Paulo, em sete minutos. Depois de sofrer uma pressão, o Luverdense quase abriu o placar com Moacir, mas parou no goleiro Julio Cesar. Logo na sequência, Anderson Salles respondeu com uma bela cobrança de falta, que explodiu na trave do camisa 1 Diogo Silva.


O drama ficava maior a cada minuto passado. Além de correr contra o relógio, a impaciência da torcida presente nas arquibancadas deixava os jogadores nervosos dentro de campo. Além disso, o cansaço já atrapalhava. Aparentemente esgotadas fisicamente, as equipes diminuíram a intensidade, porém o embate seguia em aberto nos minutos finais. Ricardo Bueno ainda chegou a acertar o travessão nos últimos instantes e o jogo não saiu do empate sem gols.

Nenhum comentário:

Postar um comentário