domingo, 22 de outubro de 2017

Neymar é expulso, mas Cavani salva PSG da derrota com gol nos acréscimos


(AE) - Neymar oscilou como nunca neste domingo. Marcou o primeiro gol do Paris Saint-Germain, reclamou e ainda foi expulso no empate com o Olympique de Marselha, fora de casa, por 2 a 2, pelo Campeonato Francês. O gol que assegurou a igualdade foi marcado por Cavani, de falta, apenas aos 47 minutos do segundo tempo.

O resultado manteve o Paris Saint-Germain invicto e na liderança da competição, agora com 26 pontos, quatro na frente do Monaco. Já o Olympique de Marselha é o quinto com 18.

Em um de seus primeiros grandes desafios no Francês, o Paris Saint-Germain colocava à prova a sua invencibilidade neste domingo - chegou ao duelo com oito vitórias e apenas um empate. Contava, para isto, com o poderoso trio de ataque formado por Neymar, Cavani e Mbappé.

E, mesmo jogando fora de casa, o PSG começou melhor e pressionou nos minutos iniciais. Mas, aos 16, em sua primeira boa chegada, o Olympique de Marselha abriu o placar. E foi com o brasileiro Luis Gustavo: após Rami roubar a bola de Neymar, o volante recebeu e chutou de longe. A bola pegou efeito, enganou Aréola e entrou no canto.

A desvantagem no placar pareceu incomodar o Paris Saint-Germain. Afoito após o gol, a equipe tinha dificuldade para criar e pouco fazia quando, aos 33, Rabiot fez boa jogada e rolou rasteiro para trás. Neymar, então, apareceu e chutou mascado de esquerda, mas a bola entrou no canto.

O gol não mudou o ritmo do duelo. As duas equipes seguiram cautelosas e nada mais criaram de efetivo até o intervalo. E, no segundo tempo, o ritmo se manteve similar, com o PSG ligeiramente mais incisivo.

A estrelada equipe, contudo, pouco criava de efetivo. E, aos 35, após ganhar dividida de Rabiot, Clinton N'Jie cruzou e Florian Thauvin apareceu no meio da área para colocar novamente o Olympique de Marselha em vantagem.

Neymar, então, virou protagonista do duelo. Mas pelo lado negativo: aos 41, dois minutos depois de receber o cartão amarelo por reclamação, ele deu um empurrão em Ocampos e foi expulso.

Parecia que o duelo estava liquidado. Foi a vez, então, de Cavani brilhar. Em cobrança de falta quase da entrada da área, já aos 47, o uruguaio bateu no ângulo e a bola entrou após bater no travessão. Era o improvável gol de empate que garantia a invencibilidade do PSG.

Ainda neste domingo, com três gols de Memphis Depay, o Lyon minimizou o mando de campo do Troyes e massacrou por 5 a 0. Chegou, assim, aos 19 pontos e assumiu a quarta colocação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário