domingo, 24 de setembro de 2017

Chapecoense vence a Ponte Preta e abre vantagem do Z-4


Uma vitória para respirar na tabela. A Chapecoense venceu a Ponte Preta por 1 a 0 na tarde deste domingo, na Arena Condá, e abriu quatro pontos da zona de rebaixamento. A Ponte Preta ficou nos 28 pontos. A Chape tem 31 e precisa de cinco vitórias para chegar aos 46, pontuação projetada pelo clube para garantir a permanência na Serie A do Campeonato Brasileiro.

Os dois times brigavam para não entrar na zona de rebaixamento e por isso a partida era considerada de seis pontos. Tanto que houve até promoção de ingresso e até bilhetes grátis para estudantes das cidades onde o Verdão tem consulado.

O primeiro tempo foi de bastante marcação e pouca inspiração dos atacantes. Na Chapecoense as principais iniciativas foram do lateral Reinaldo, ex-Ponte Preta, que nos minutos iniciais arriscou e errou o alvo. Em outra finalização dele, a bola desviou em Marllon e passou perto da trave. A melhor chance da Ponte Preta foi em cobrança de falta fechada de Danilo Barcelos, em que a redonda bateu em Jandrei e na trave.

Em determinado momento o jogo ficou tão pegado que o árbitro deu quatro cartões amarelos em cinco minutos, três deles para a  Chape. Era difícil chegar ao gol tocando a bola, então Lucas Marques arriscou de fora da área, forte e alto, com a colaboração do goleiro João Carlos, para abrir o placar.

— Peguei na veia a bola. Vinha treinando para acertar esses chutes e hoje tive a felicidade – disse Lucas Marques.

No início do segundo tempo a Chapecoense teve duas boas chances de ampliar, uma com Arthur e outra com Wellington Paulista, mas o goleiro a Ponte Preta fez boas defesas. Está difícil o Wellington Paulista acabar com o jejum de gols, que já dura mais de três meses. Penilla, que entrou no segundo tempo, também ficou livre na frente do gol mas João Carlos defendeu com os pés.


Uma das poucas chances da Ponte Preta foi com Lucca, que recebeu cruzamento e cabeceou na rede pelo lado de fora. O zagueiro estreante da Chape, Douglas, foi bem e ajudou a garantir o resultado favorável. Foi a primeira vez que a Chapecoense venceu a Macaca em seis confrontos no Brasileirão. A única vitória tinha ocorrido na Sul-Americana de 2015. O resultado também fortalece o técnico interino Emerson Cris, que já conseguiu duas vitórias no Brasileirão.

do Diário Catarinense

Nenhum comentário:

Postar um comentário