segunda-feira, 31 de julho de 2017

Jorginho é demitido pelo Bahia após dois meses no cargo

(Felipe Oliveira / EC Bahia/Divulgação)

(PLACAR) - A 17ª rodada do Campeonato Brasileiro resultou em mais uma demissão de treinador. Nesta segunda-feira, o Bahia anunciou a saída do técnico Jorginho, um dia após o time perder para o Sport, na Fonte Nova, por 3 a 1. A equipe iniciou a temporada e o campeonato sob o comando de Guto Ferreira, que deixou o time após receber uma proposta para assumir o Internacional.  O tetracampeão mundial foi então escolhido para substituí-lo. O novo técnico foi anunciado em 1º de junho, durando dois meses no cargo.

Jorginho treinou o Bahia em 14 jogos no Brasileirão, com quatro vitórias, quatro empates e seis derrotas. A equipe está atualmente no 14º lugar, com 19 pontos, além de uma sequência de cinco jogos sem vitórias como mandante.

“O Esporte Clube Bahia comunica que Jorginho não é mais o técnico do Tricolor. O auxiliar Luis Carlos Quintanilha e o preparador físico Joelton Urtiga também deixam o Esquadrão. O auxiliar Preto Casagrande comandará a equipe de maneira interina no jogo desta quarta-feira, contra a Chapecoense, em Santa Catarina. O diretor de futebol Diego Cerri atenderá a imprensa no embarque da delegação, nesta segunda. O Bahia agradece os serviços prestado e deseja boa sorte no prosseguimento da carreira de Jorginho, Luisinho e Joelton”, afirmou o clube em um comunicado oficial.

O Brasileirão já acumula 14 trocas de treinador: 13 demissões e a saída de Guto Ferreira. Em 2017, apenas Avaí, Botafogo, Corinthians, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Grêmio, Palmeiras, Ponte Preta e Vasco ainda não trocaram de treinador. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário