sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Fifa propõe Copa com 48 seleções e pênaltis para jogos empatados

Gianni Infantino é o atual presidente da Fifa| Philipp Schmidli/Getty Images
Gianni Infantino é o atual presidente da Fifa | Crédito: Philipp Schmidli/Getty Images
(PLACAR) - A Copa do Mundo deverá ter novo formato a partir de 2026. A Fifa apresentou cinco projetos para mudanças no torneio a partir do torneio daqui a dez anos, sem sede definida.

Uma das propostas seria uma Copa com 48 equipes, divididas em 16 grupos com três equipes cada. Os dois primeiros de cada chave avançariam à primeira fase mata-mata. Contudo, com grande probabilidade de empate em pontuações e critérios de desempate, foi proposto também uma disputa de pênaltis em cada jogo que terminar empatada, para dar um ponto extra para as equipes.

Há ainda outro formato com 48 times, dois projetos com 40 equipes e um com 32, como é atualmente.

O presidente Infantino defende o projeto com 48 equipes, divididas em 16 grupos. Dessa forma, os semifinalistas seguiriam jogando sete partidas, com a final e disputa de terceiro lugar.

O outro formato com 48 equipes teria um playoff inicial com 32 times, que seriam sorteados em 16 jogos, classificado apenas o vendedor desses playoffs para a fase de grupos, em que estariam já aguardando as 16 equipes que ganhariam uma vaga de forma direta. Dessa forma, 16 equipes fariam apenas uma partida em todo o torneio, enquanto outras poderiam fazer até oito.

Em um dos projetos com 40 seleções, eles seria divididas em oito grupos com cinco, seguindo para o mata-mata a partir daí. Já o outro projeto faria quatro chaves com dez equipes cada, classificando o primeiro para as semifinais e depois finais. Nesse caso, as equipes fariam onze jogos para serem campeões.

Por fim, a última proposta é manter o formato atual.

Tudo isso será discutido em janeiro do próximo ano, quando o Conselho da Fifa se unirá em reunião.

Vagner Mancini é o novo técnico da Chapecoense


Estadão Conteúdo

Vagner Mancini fechou acordo para ser o novo treinador da Chapecoense. O acerto foi finalizado nesta sexta-feira depois após uma reunião com dirigentes na casa de Plínio David De Nês Filho, presidente do Conselho Deliberativo do clube. Ainda não existe uma data definida para a apresentação oficial, e as bases do contrato não foram divulgadas.

O acordo com Mancini foi fechado depois que Levir Culpi não aceitou as condições oferecidas pelo clube, que queria um vínculo até o final do ano que vem. O presidente Ivan Tozzi havia comentado ao Portal da Band, que a contratação de Levir seria um sonho. Levir havia se oferecido para trabalhar voluntariamente no Campeonato Catarinense, que se encerra em maio.


Reconstruir a equipe da Chapecoense será um dos maiores desafios da carreira de Mancini. Sua missão é montar uma equipe após o acidente aéreo que deixou 71 vítimas na viagem à Colômbia para a final da Copa Sul-Americana. Apenas seis pessoas sobreviveram. Todos os membros da comissão técnica, entre eles, o técnico Caio Junior, morreram no acidente.

Na próxima temporada, a Chapecoense terá um calendário extenso. Além do torneio estadual deverá disputar a Primeira Liga, Campeonato Brasileiro, Libertadores, Recopa Sul-Americana, Copa Suruga e o Troféu Joan Gamper.

O último trabalho de Mancini foi o Vitória, de onde foi demitido em setembro durante o Campeonato Brasileiro. A equipe luta contra o rebaixamento na última rodada. O treinador começou a carreira no Paulista, de Jundiaí, onde se tornou campeão da Copa do Brasil de 2005. 

Depois de duas temporadas nos Emirados Árabes Unidos, voltou para trabalhar no Grêmio em 2008. Acabou demitido após seis jogos por causa de desentendimentos com o então diretor de futebol Paulo Pelaipe. Dirigiu também Santos, Vasco, Guarani, Ceará, Cruzeiro, Sport, Náutico, Atlético-PR e Botafogo. Nesse período, suas principais conquistas foram o Campeonato Baiano de 2008 e o Campeonato Cearense de 2011.

Chape aceita convite do Barcelona para torneio amistoso: "Privilégio"

(Foto: Marco Favero / Agencia RBS)

Diário Catarinense

Os fãs do futebol terão um grande motivo para se emocionar em agosto de 2017. E a sensação emanará do Camp Nou, palco do tradicional Troféu Joan Gamper, uma vez que a Chapecoense aceitou o convite do Barcelona para a disputa do torneio amistoso.

— É uma alegria muito grande para nós, e agradecemos ao Barcelona que nos convidou. Será um privilégio e um prazer muito grande ir jogar na Europa — disse Ivan Tozzo, presidente em exercício da Chape, em entrevista à rádio espanhola "RAC".

A confirmação de Tozzo se dá um dia após o Barça ter exposto seu desejo de colaborar com a manutenção do time catarinense, vítima de um trágico acidente aéreo ocorrido nos arredores de Medellín, na última semana.

"O Barcelona quer homenagear as 71 pessoas que morreram no acidente e a suas famílias, e quer colaborar com a reconstrução institucional e esportiva do clube, e ajudar que possa recuperar o nível que tinha", diz o comunicado dos catalães, emitido via site oficial, na última quinta.

O Troféu Joan Gamper, realizado desde 1966, é batizado em homenagem ao ex-jogador e ex-presidente do clube blaugrana. O torneio é realizado em agosto, no Camp Nou, e serve de preparação do Barcelona para a temporada.
Caso a Chapecoense de fato dispute a partida, será a sexta equipe brasileira a participar do evento catalão. Flamengo, Vasco, Botafogo, Santos e Inter já foram convidados — os colorados, inclusive, já foram campeões em 1982.

Ewerton Páscoa pode desembarcar no Náutico


Globo Esporte
Conhecido no futebol pernambucano, Ewerton Páscoa pode ser o próximo reforço do Náutico para 2017. O zagueiro, de 27 anos, foi campeão com o Sport do Pernambucano e da Copa do Nordeste, ambos em 2014. Ewerton disputou a Série B pelo Ceará, mas já teve o contrato encerrado com o clube. 
Perguntado pela reportagem do Globoesporte.com, Eduardo Henriques, diretor de futebol do Náutico, não deu detalhes sobre um possível contato com o jogador, mas admitiu que o nome agrada.
- Está dentro do nosso orçamento. É um nome interessante. No momento, o que posso dizer é isso.
Ewerton Páscoa começou a temporada no Sport, mas como não estava sendo muito utilizado, foi negociado com o Ceará. No Vozão, foi utilizado em 19 jogos da Série B do Campeonato Brasileiro e marcou um gol. Além de Sport e Ceará, Páscoa defendeu Audax-SP, Guarani, Santos e Criciúma.

Santa Cruz jogará de verde na última rodada do Brasileirão


Blog Mantos do Futebol

O Santa Cruz atuará de verde durante a partida do próximo domingo pela última rodada do Campeonato Brasileiro contra o São Paulo FC no Morumbi.

A camisa verde foi lançada em setembro, junto com os novos uniformes feitos pela Penalty para a equipe coral, no entanto, não havia a previsão das peças serem utilizadas em jogo, mas uma homenagem à Chapecoense, fez com que o clube mudasse de ideia e escolhesse atuar com a cor pela primeira vez em sua história.

Além da cor verde, a mesma da equipe catarinense, o manto especial trará outras homenagens. A principal dela, será o escudo da Chapecoense aplicado no dentro da camisa, entre o símbolo da Penalty e o escudo do Santa Cruz.

Também serão notadas duas referências ao hino da Chapecoense. Na parte frontal, a frase “Meu furacão” será aplicada, e no verso, abaixo da numeração dos jogadores, será possível ler outra parte do hino que diz Nas alegrias e nas horas mais difíceis, meu Furacão, tu és sempre um vencedor”.
Todas as equipes carregarão um trecho do hino da equipe de Chapecó em suas camisas, além disso, o mesmo será tocado em todos os estádios junto com o hino nacional.


Atlético de Madri apresenta novo símbolo e nome de estádio


ESPN

A sexta-feira, 9 de dezembro de 2016, se tornou histórica para o Atlético de Madri. O clube fez um grande evento para anunciar duas novidades aos torcedores. O primeiro anúncio foi o nome do novo estádio colchonero: sai Olímpico de Madri e chega o Wanda-Metropolitano.
O Vicente Calderón, inaugurado em 1966 e com capacidade para 54.907 pessoas, não será mais utilizado pela equipe principal a partir da temporada 2017/2018.
O novo estádio atleticano (que pode receber até 72 mil espectadores) foi batizado pelo conglomerado chinês Wanda Group, que tem braços comerciais por Europa, Ásia, Oceania e Estados Unidos em esporte, turismo, hotéis de luxo e entretenimento.
A segunda novidade do Atleti é a mudança do atual símbolo.
ESPNVer imagem no Twitter
REPRODUÇÃO
Atlético de Madri resolveu mudar o símbolo do clube
Atlético resolveu mudar seu símbolo
Um tom de azul mais escuro, o desenho interior e as extremidades mais arredondadas são as características mais aparentes.
Este é o sétimo escudo utilizado pelo clube da capital - o atual desenho vinha desde os anos 1980.
"Gostei do escudo, porque é fiel à nossa história", afirmou o capitão Gabi ao site do clube.
Assim como o estádio, o novo distintivo ficará para 2017/2018.

Globo oferece mais R$ 20 milhões a São Paulo por direitos na TV aberta


Blog do Ohata
A Globo colocou na mesa uma proposta de luvas de R$ 20 milhões para o São Paulo pelos direitos de TV aberta do Brasileiro a partir de 2019, o blog apurou. O clube do Morumbi já recebeu R$ 60 milhões de luvas pelos direitos de TV fechada e pay-per-view.
O total de R$ 80 milhões em luvas para a negociação do Brasileiro a partir de 2019, segundo levantamento informal do blog, é superado por dois outros times, com a possibilidade de um terceiro ficar ligeiramente abaixo ou acima.
Essa segunda ''perna'' do acerto entre Globo e clube precisa ser ratificada pelo conselho deliberativo do clube.
Pelas condições de mercado (só a Globo vem negociando direitos de TV aberta), financeira (país em crise) e pelo fato de a Lei Pelé ditar que os dois times têm que estar fechadas com o mesmo canal para ter as partidas exibidas, o valor negociado é considerado bom no mercado.
Um argumento apresentado a cartolas são-paulinos é o de que o dinheiro oferecido hoje, dadas as condições financeiras do país, talvez não esteja na mesa daqui a alguns meses.
Se o acordo for fechado, o clube do Morumbi contará com o maior fluxo de caixa, entre todos os clubes que fecharam direitos de TV do Nacional com Globosat ou Esporte Interativo, incluindo Corinthians e Flamengo, a partir do momento da assinatura até meados de 2017. O que seria importante para, por exemplo, reforçar o time, especialmente agora que o ídolo Rogério Ceni assumiu o banco, refinanciar a dívida do clube e promover de ações como a de sócio-torcedor.
Entre os clubes que negociaram com a Globo, só o São Paulo não havia fechado a TV aberta. Os demais fecharam o pacote completo (TV aberta, TV fechada e pay-per-view). Um caso específico foi a Ponte Preta, que havia acertado a TV fechada com o Esporte Interativo e que depois a fechou a TV aberta com a Globo.
Segundo o blog apurou, não procede o valor de R$ 100 milhões de luvas recebidas pelo Palmeiras.