quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Em 5 meses, futebol corintiano gastou R$ 20,6 mi a mais que o do Palmeiras

Blog do Perrone
Dados oficiais dos dois clubes mostram que até maio o Corinthians, hoje sétimo colocado do Brasileirão, gastou R$ 20.680.638,50 a mais com seu departamento de futebol do que o Palmeiras, atual líder. Como no quinto mês do ano começou o Nacional, estão na conta os gastos com a montagem dos elencos que começaram a competição pelos dois clubes. A comparação não pode ser mais atualizada porque o Corinthians só divulgou em seu site o balancete com os dados dos cinco primeiros meses do ano. Por sua vez, o alviverde disponibilizou relatórios até julho em sua página oficial, mas o blog teve acesso também ao balancete de agosto.
Foram R$ 148.738.000 gastos pelo Corinthians com o departamento de futebol até maio contra R$ 128.057.361,51 desembolsados pelo Palmeiras no mesmo período.
A despesa média mensal do alvinegro nos primeiros cinco meses de 2016 supera a sua própria em 2015, ano em que o clube conquistou o Brasileirão. São R$ 29,7 milhões desembolsados em média por mês até maio de 2016 contra R$ 20,8 milhões desembolsados mensalmente em média no ano passado.
De acordo com Emerson Piovezan, vice de finanças corintiano, a tendência é que os dados do segundo semestre apontem uma queda no gasto médio mensal do clube com o departamento de futebol. “No primeiro semestre tivemos muitos gastos com os jogadores vendidos. Quando você vende, precisa pagar o 13º salário e outros encargos no ato. Isso aumenta os custos”, disse ao blog Piovezan.
A despesa corintiana com vendas e aquisições de atletas nos cinco primeiros meses de 2016 superou os gastos com essas operações no ano passado inteiro. Foram R$ 49,9 milhões na atual temporada diante de R$ 34,2 milhões desembolados na passada. “Depois das vendas, tivemos que contratar muitos jogadores. Alguns não ficaram, nós precisamos trazer outros. Isso aumenta a despesa, mas não aconteceu nada fora do normal”, afirmou Piovezan.
A média de gastos mensais do futebol alvinegro supera também a marca do Palmeiras até agosto. O gasto médio palmeirense nos oito primeiros meses de 2016 foi de R$ 26,5 milhões. São R$ 3,2 milhões a menos em relação ao que o rival registrou até maio. Nos cinco primeiros meses do ano, o Corinthians também superou o rival em receitas com futebol. Foram R$ 279.473.000 brutos contra R$ 152.283.290,82. Até agosto, o futebol palmeirense anotou arrecadação de 290.618.409,13.

Nenhum comentário:

Postar um comentário