quarta-feira, 21 de junho de 2017

Sport arranca primeiro ponto fora de casa, mas permanece no Z4


Folha PE

Foi suado e cabia até mesmo uma vitória, mas, enfim, o Sport conquistou o seu primeiro ponto fora de casa nesta Série A. Em partida aberta e muito ataque, o Leão empatou com o Atlético/MG, em 2x2, na noite desta quarta-feira (21), no estádio Independência. Mesmo com o pontinho na bagagem, o Rubro-negro não conseguiu deixar a zona de rebaixamento, mantendo-se na 17ª colocação. Com mais um compromisso longe de casa, os leoninos seguem direto para São Paulo, onde encaram o Santos, neste sábado (24)

E se o torcedor cobrava uma nova postura do Sport, ela não faltou no primeiro tempo contra o Atlético. Mesmo atuando fora de casa, a agressividade leonina em nada lembrava o apático e submisso time dos dois últimos jogos, quando atuou como mandante contra São Paulo e Vitória. Atuando com as linhas defensivas mais próximas, o Leão conseguia ter mais controle no meio de campo e assim ia ditando o ritmo da partida. Com apenas quatro minutos, Diego Souza recebeu bom passe na entrada da área e bateu para a boa defesa de Vitor. Mantendo a força ofensiva, os leoninos chegaram ao gol aos 16 minutos. Com boa jogada pela esquerda, Osvaldo bateu, a bola desviou em Felipe Santana e enganou o goleiro, entrando de mansinho. 

Calcanhar de Aquiles rubro-negro, o sistema defensivo acabou por estragar rapidamente a vantagem importante criada. Numa tentativa pitoresca de fazer uma linha de impedimento, o zagueiro Felipe Santana conseguiu se redimir e só desviou de cabeça para deixar tudo igual no marcador: 1x1. Aos 37, grande chance perdida por Rithely, cabeceando para fora. E na elite nacional, um erro como esse não passa impune. Principalmente quando a zaga volta a falhar, como foi o caso de Ronaldo Alves, que perdeu o tempo da bola aérea e deixou Fred cabecear sozinho. 

Na etapa final, o Leão não se abateu e voltou com a mesma postura agressiva e aos poucos foi encurralando o Galo, que passou a apostar no contra-ataque, dando campo aos visitantes na tentativa de encaixar essa armadilha. E aos oito, quase conseguiu, mas Cazares estava em impedimento ao chutar para o fundo das redes. E aos dez minutos, Lenis entrou na vaga de Everton Felipe e conseguiu botar fogo no jogo. De tanto martelar, o Leão conseguiu chegar ao empate aos 17. Após ser derrubado na área por Vitor, Diego Souza bateu o pênalti com categoria para fazer 2x2. O gol motivou ainda mais os leoninos, que não conseguiram virar por incompetência dos seus atacantes, com André sendo peça nula. 

Nos minutos finais, Luxemburgo ainda acionou Thallyson e Juninho, mas as alterações não conseguiram trazer a vitória para os leoninos. Ao menos, o primeiro ponto fora de casa foi conquistado nesta Série A. 


Atlético Paranaense vence o São Paulo em casa


O Atlético Paranaense reencontrou seu torcedor com vitória, na noite desta quarta-feira (21), após duas partidas fora de casa. O Furacão venceu o São Paulo por 1 a 0, com gol de Wanderson na primeira etapa, e alcançou a terceira vitória seguida no Campeonato Brasileiro.
Com o resultado, o Rubro-Negro chegou aos 11 pontos e ocupa momentaneamente a 12ª posição.
O próximo compromisso pelo Brasileirão será no domingo (25), às 16h, contra o Vitória, no estádio atleticano. Os ingressos começam a ser vendidos nesta quinta-feira (22). 
do site oficial do clube

Com gol de Borja, Palmeiras vence Atlético Goianiense



Com gol de Borja, o Palmeiras conquistou a segunda vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro ao vencer o Atlético Goianiense pelo placar de 1 a 0, em partida realizada na noite desta quarta-feira, no Allianz Parque, nona rodada.

Com o resultado, o Palmeiras começa a entrar na briga pelas primeiras colocações. Atualmente, soma 13 pontos, contra seis do Atlético, vice-lanterna.

Palmeiras e Atlético Goianinense iam fazendo um jogo morno, até que Everaldo foi acionado pela esquerda. O atacante deixou Edu Dracena no chão e saiu na cara de Fernando Prass. Na hora de chutar, colocou muita força e acabou mandando pela linha de fundo.

A chance acordou o time paulista, que foi para cima e acabou abrindo o marcador aos 45 minutos. Róger Guedes recebeu de Guerra e cruzou. A bola desviou no zagueiro do Atlético e sobrou nos pés de Borja, que soltou a bomba para fazer 1 a 0.

No segundo tempo o Palmeiras ficou refém do talento de Guerra, que esteve apagado em boa parte do duelo. Mas quando acertou o passe, deixou Borja na frente de Felipe. O atacante chutou, mas parou na grande defesa do goleiro.

Além do colombiano, Dudu também teve uma grande chance de ampliar. Após receber belo cruzamento de Roger Guedes, o camisa 7, com o gol aberto, chutou por cima. Guerra ainda teve duas chances antes do apito final, mas não conseguiu deixar o seu.

Na próxima rodada, o Palmeiras enfrenta a Ponte Preta no domingo, às 16h, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. No mesmo dia, às 19h, o Atlético Mineiro visita a Chapecoense na Arena Condá.

Do site da FPF/SP

Botafogo bate Vasco com facilidade e entra no G6



Gazeta Esportiva
O Botafogo mostrou força nesta quarta-feira ao vencer por 3 a 1 o Vasco, no estádio Nilton Santos, pelo Campeonato Brasileiro. Com o resultado, os alvinegros chegaram a 15 pontos, sendo quatro jogos sem perder e entraram no G6 da Série A. Já os cruzmaltinos permanecem com 12, sem pontuar fora de casa e viram o adversário ultrapassá-los na classificação.
O Botafogo abriu o placar logo no início da partida com Roger. O Vasco pressionou em busca do empate, mas viu os alvinegros ampliarem no fim da etapa inicial, com Victor Luís. No segundo tempo, Roger marcou seu segundo, o terceiro dos donos da casa para sacramentar o triunfo diante de sua torcida. Os cruzmaltinos ainda diminuíram no fim, com Caio Monteiro.
Na próxima rodada, o Botafogo vai receber o Avaí, na segunda-feira, no estádio Nilton Santos. Já o Vasco entra em campo na manhã de domingo, quando encara o Atlético-GO, em São Januário.

Santos aproveita falhas do Vitória e vence com dois de Copete


Goal.com

A estratégia do Santos foi perfeita, nesta quarta-feira (21), em Salvador. O Peixe apostou nos contra-ataques e soube aproveitar duas falhas do zagueiro Fred para bater o Vitória por 2 a 0. 

Com esse resultado, o Santos se garante no G-6 do Campeonato Brasileiro até o final da rodada, com 16 pontos. Já o Vitória tem 8 e corre risco de voltar para zona de rebaixamento.

A partida foi equilibrada no geral. Mas o primeiro erro de Fred aconteceu já aos 33min do 1º tempo, quando ele errou um passe na intermediária. Bruno Henrique ficou com a bola, passou para Copete, que infiltrou pelo meio e finalizou por cima do goleiro Fernando Miguel. 

O Vitória até conseguiu reagir no 2º tempo, mas outro erro de Fred atrapalhou tudo. Aos 32min, ele falhou em disputa com Bruno Henrique, que deu a segunda assistência para Copete decidir o jogo.

O Vitória ainda teve um pênalti para bater aos 45min, mas Kieza mandou a bola na trave.

terça-feira, 20 de junho de 2017

Pouco inspirado, Santa Cruz perde longe de casa para o América Mineiro


Depois de empatar com o Internacional, o Santa Cruz foi visitar a equipe do América Mineiro tentando a vitória. Mas seguindo com desfalques importantes como Anderson Salles, Federico Gino e Ricardo Bueno, o técnico interino Adriano Teixeira priorizou o descansou nos últimos dias e repetiu a equipe que foi formada com: Júlio César; Nininho, Jaime, Bruno Silva e Roberto; Elicarlos, Thiago Primão, Léo Lima; André Luís, Bruno Paulo e Halef Pitbull.
Buscando manter-se no grupo dos quatro primeiros colocados, o Santa Cruz sabia do momento instável em que vive o América Mineiro. Com a equipe sendo repetida, a expectativa era de um jogo consistente da equipe coral, repetindo a última vitória sobre o Ceará fora de casa. Depois de empatar com o Oeste/SP, o coelho mineiro queria fazer valer o mando de casa frente ao Mais Querido.

A partida começou bastante estudada, com as equipes se respeitando muito. Com o América Mineiro tentando o ataque mais vezes nos primeiros minutos, o Santa Cruz tentava anular as jogadas principalmente pelo lado esquerdo de ataque do adversário. O primeiro tempo tomou proporções mais equilibradas, com as equipes se anulando dentro do jogo e sem agredir muito.

No segundo tempo, as mudanças procuravam trazer uma tônica mais veloz ao confronto, tentando abrir as defesas. Cada vez mais, os times esbarravam na forte marcação que foi protagonista no duelo. Com a necessidade da vitória, o América se sentia pressionado pela torcida e aumentava o número de passes errados. Sem muita intensidade, o Tricolor também foi presa fácil para o organizado e bem postado sistema defensivo do coelho de Belo Horizonte. 
GOLS – O jogo foi decidido aos 33 minutos do segundo tempo, quando o recém-acionado na partida Matheusinho fez bela jogada pela esquerda, driblando dois jogadores corais e batendo forte no canto direito de Júlio César. Num grande lance, o camisa 10 do América Mineiro fez a alegria da torcida americana.
MODIFICAÇÕES – Logo aos 9 minutos da etapa final, Adriano Teixeira optou pela entrada do atacante Augusto na vaga de Halef Pitbull para tentar encontrar mais espaços no ataque. A segunda modificação só aconteceu aos 30 minutos, quando João Paulo entrou no lugar de André Luís, buscando mais dinâmica ao meio coral. Um minuto depois, aos 31, Nininho pediu substituição e deu lugar a Kelvy, que atuou improvisadamente na lateral-direita.
Do site Coral Net

Sport empresta Matheus Ferraz e Neto Moura para times da Série B até o fim do ano

(Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)
Folha PE

A diretoria do Sport começou a reformular o elenco para a sequência do Campeonato Brasileiro da Série A. O zagueiro Matheus Ferraz e o volante Neto Moura foram emprestados para o Goiás e o América-MG, respectivamente, até o fim desta temporada. A tendência é que nos próximos dias mais atletas sejam cedidos pela direção rubro-negra. 

Matheus Ferraz desembarcou na Ilha do Retiro em 2015 por indicação de Eduardo Baptista, ex-técnico do Sport e hoje treinando o Atlético-PR. Conseguiu fazer uma boa temporada assim que chegou, mas não manteve a regularidade. O zagueiro de 32 anos jogou 108 partidas com a camisa rubro-negra e marcou nove gols. 

Alvo de críticas da torcida nesta temporada, o zagueiro jogou 19 partidas este ano, disputando a Copa do Nordeste, Campeonato Pernambucano, Copa do Brasil, Copa Sul-Americana e Série A. Foi titular em 13 partidas, mas perdeu espaço. 

NETO MOURA

Este ano, o volante só jogou oito partidas com a camisa do Leão, sendo cinco delas como titular, e chegou até ficar fora do banco de reservas em algumas partidas. Após se destacar nas divisões de base do Sport, o jovem de 20 anos foi integrado ao elenco profissional no ano de 2014. De lá pra cá, marcou três gols em 54 jogos. O grande responsável por lançar o jovem no futebol foi o técnico Eduardo Bapista, que treinou o time rubro-negro por duas temporadas (2014-2015) e hoje está comandando o Atlético-PR.

Tido como uma promessa das categorias de base, Neto Moura renovou o seu contrato com o Sport até o fim de 2019 e estendeu o seu vínculo que era até a metade de 2017.

FPF realiza reunião com clubes da Série A2

Nesta terça-feira (20), foi realizada na sede da Federação Pernambucana de Futebol (FPF) mais uma reunião com os clubes participantes do Campeonato Pernambucano Série A2. Durante o encontro, alguns detalhes foram ajustados. Estiveram presentes os representantes do Íbis, Centro Limoeirense, Timbaúba, Decisão, Pesqueira e Vera Cruz.

A reunião foi comandada pelo presidente Evandro Carvalho. O mandatário explicou algumas novidades da competição, este ano, como o acesso de apenas um clube para a primeira divisão do campeonato Estadual.

O critério adotado é para diminuir de 12 para 10, ou até nove, o número de clubes participantes da primeira divisão do Pernambucano nos anos seguintes.

“Com a redução do número de datas reservados para os estaduais, Pernambuco terá de rever o conceito da fórmula de disputa e isso passa certamente pelo número de clubes”, explicou o diretor de competições da FPF, Murilo Falcão.

do site da FPF/PE

Na Arena Pernambuco, Náutico perde mais uma na Série B

(Foto: Chico Peixoto/LeiaJáImagens)

De novo. Mais uma vez. Novamente. O Náutico não sabe o que é vencer desde o dia 10 de abril. Não só dois meses atrás, mas também há dois técnicos. Pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B e com a estreia do técnico Beto Campos, o Timbu se viu derrotado pela sétima vez na Segundona e amargando a lanterna da competição, com apenas dois pontos. 

Na noite desta terça-feira (20), na Arena Pernambuco, o Goiás venceu por 3×2, com gols de Carlos Eduardo, Alex Alves e Jarlan. Os gols alvirrubros foram de Everton Sena, contra, e Vinícius. 

O resultado levou o Goiás ao G4, com 14 pontos. Enquanto isso, os alvirrubros estão sete pontos atrás do vice-lanterna. Na próxima rodada, o Náutico enfrenta o Guarani, sábado (24), às 19h, fora de casa. O time goiano faz um clássico com o Vila Nova, no Serra Dourada, no mesmo dia.

do JC Online

Veja a nova camisa do Boa Vista, de Portugal